Arquivo da categoria ‘Pura Safadeza’

Imagem… pensando bem, não há outro diagnóstico: A sociedade humana é doente. Para estar bem, para se sentir organizada, ela precisa rotular e catalogar as pessoas, não apenas como seres humanos, mas pela sua classe social, cor, sexo, e por uma série de coisinhas tão ridículas, que se tornam fundamentais para decidir o destino do mundo. Não entendeu? A explicação é bem simples, e os exemplos estão presentes em cada momento de nossas vidas.

Uma ótima oportunidade pra quem se acha inferior, seja por ter a cor da pele diferente dos demais ou seja por não ter a mesma opção sexual dos demais. A sociedade te classificou como “minoria”, afinal, a grande maior parte dos humanos é diferente de você e somente alguns tem as mesmas características… logo, minoria. Mas oque te faz realmente diferente da “maioria”? Você também é humano e não parece entender… Mulher?

Ótimo… você nasceu mulher e é considerada “o sexo frágil”… mas… não são frágeis? Existem muitas mulheres mais fortes que eu, que facilmente me pegariam no colo e jogariam janela a fora, mas… opa… falei novamente em minoria? “Sexo frágil” é apenas um jargão chulo, referindo-se a estrutura muscular da mulher, que na maioria das vezes é menor que a estrutura muscular do homem, isso é o milagre da genética, que não te impossibilita de fazer as mesmas atividades, e, lógico, ter os mesmos direitos de um homem, porém, muitas vezes com um pouco mais de esforço (pra fazer este comentário, estou considerando apenas a força braçal)… mas você não tem a mesma religião que eu…

Como assim? Evangélico?? e por isso acredita que ninguém mais no mundo acredita em Deus, a não ser as pessoas que também são evangélicas… mais uma minoria (ou não), portanto, mais um direito a cota na universidade? Acho que não… Negro?

Olha que legal: você tem descendência africana, por isso a cor da sua pele não é igual à minha… por isso, apesar de você ser muito mais inteligente que eu, você não pode frequentar os mesmos lugares, muito mesmo a mesma Universidade que eu. Eu consegui entrar porque sou branquelo, e não porque me esforcei um pouco mais que você nos estudos. Consegui entrar porque meu pai é médico e eu não precisava trabalhar o dia todo pra pagar as contas no final do mês… mas… péraí… meu pai não é médico e… sim! Eu trabalho o dia todo pra pagar as contas no final do mês… então, (usando regras simples de matemática), positivo com negativo dá negativo, e só sobrou a diferença entre a cor de nossas peles… e o esforço a mais ou a menos que tivemos… mas não, como você é minoria, necessariamente você precisa entrar no sistema de cotas, pois você é injustiçado por você mesmo, que não se esforçou como deveria.

E você, que é homossexual, bissexual, heterossexual ou assexuado… em que você é diferente das demais pessoas? Apesar de todo o lixo que colocaram em sua cabeça, você também é simplesmente humano, como qualquer outra pessoa… opção sexual não torna você diferente, torna? Você não sonha em ter um “par”? Tudo bem…

Se sentir melhor que qualquer outra pessoa é babaquice. Ninguém é melhor que ninguém. Se você se acha superior a alguém, você é somente um babaca. Se você se acha inferior a alguém, você é mais babaca ainda!

Este tal “sistema de Cotas”, independente de ser para negros, brancos, gays, pobres, ou seja lá pra quem for, é apenas a confirmação de que há diferenças na sociedade, que simplesmente não enxerga as pessoas como humanas e tem a necessidade de classificar, rotular e titular cada tipo genético, tornando-o igual à maioria ou jogando-o no balde da tal minoria, que você insiste em se incluir.

O racismo começa dentro de você. Se você sente a necessidade de um tratamento “VIP” por se sentir diferente, seja por sua “raça”, seja por sua “espécie” ou seja por sua “opção sexual”, pense bem: você não está sendo, de certa forma, racista? Porque você precisa de um tratamento diferenciado e os demais não? Chega de olhar pro próprio umbigo! Aceite-se como você é e se ninguém te aceitar, não vá atrás de um “tratamento diferenciado”. Simplesmente mostre que você consegue. Mostre que você pode muito mais, mas antes de tudo, aceite-se como você é, e não se sinta melhor que qualquer outra pessoa. Sinta-se igual, porém, com mais vontade de viver.

Pois é… o programa de cotas das universidades paulistas (USP, UNESP, UNICamp…) contará com bolsa de um salário mínimo e curso preparatório… isso cheira a reeleição e se resume em uma equação composta por falta de bom senso, alienação, falta de caráter e cegueira aguda do povo… não quero menosprezar ninguém, mas se um aluno realmente tem interesse na universidade pública, ele vai se esforçar pra provar que consegue. Conheço muita gente que sempre ESTUDOU em escolas públicas e ao invés de se lamentar, batalhou e conseguiu a tão sonhada vaga. Em apenas um ponto eu sou inflexível: Esse tipo de bolsa é para vagabundo… leia a matéria:

O programa de cotas que vai ser implantado nas universidades paulistas, será semelhante ao adotado nas federais, mas contará com duas novidades: a concessão de bolsas de estudo de um salário mínimo e a criação de um curso preparatório, de dois anos.

De acordo com o diretor executivo do Movimento Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro), frei David Santos, o governador do Estado, Geraldo Alckmin, se comprometeu a apoiar um programa de inclusão social e racial na Universidade de São Paulo (USP), na Universidade Estadual Paulista (Unesp) e na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ainda segundo frei David, Alckmin quer um programa mais avançado e com mais qualidade.

Ele [o governador] vai conceder a toda pessoa que entrar na universidade pela cotas, cuja renda familiar per capita seja de um salário mínimo e meio, uma bolsa permanente de um salário mínimo por pessoa, disse frei David.

A medida, de acordo com a Educafro, é uma inovação.

Esse é um pedido que fizemos ao governo federal, e o governo federal ainda não nos atendeu.  Isso, o governador falou que vai atender e já falou para os reitores que vai atender.

No dia 29/11, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante anunciou a intenção do governo em conceder bolsas aos alunos que entrarem nas universidades federais por meio de cotas.

Outro benefício, aceito pelo governador, será o de criar para os alunos cotistas um curso, ainda sem nome, de dois anos, na Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), que servirá de porta de entrada para USP, Unesp e Unicamp.

O governo de São Paulo está criando mais um curso, tipo college norte-americano. O aluno que terminar o college, que é uma graduação de dois anos, pode fazer o que quiser da vida. Mas também pode solicitar ingresso imediato na USP, Unesp e Unicamp, sem vestibular, em qualquer curso, até medicina, disse frei David.

Ainda segundo o diretor, Alckmin escolheu o professor Carlos Vogt, que atualmente comanda a Univesp, para coordenar o processo de implantação do programa de ação afirmativa.

Como as universidades paulistas têm autonomia administrativa, o novo programa de inclusão deverá passar obrigatoriamente pelos conselhos universitários de cada instituição.

O próximo passo deverá ser o governador ir a público e dizer para a sociedade que ele, como governo do estado, entende que esse programa precisa ser aplicado e entregue a cada universidade para discussão. E aí, se a universidade disser não, estará evidenciado onde está o problema, destacou.

A assessoria de imprensa do governo do estado de São Paulo confirmou apenas que o governador convocou os reitores das universidades para debater o assunto e que a receptividade foi boa. Agora, o governo espera uma proposta unificada dos reitores, que deve ser apresentada nos próximos dias.

Nas universidades e institutos federais, a Lei de Cotas prevê a reserva de, no mínimo, 50% das vagas para estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública, com distribuição proporcional das vagas entre negros, pardos e indígenas. A lei determina ainda que metade das vagas reservadas às cotas sociais – ou seja 25% do total da oferta – sejam preenchidas por alunos que venham de famílias com renda de até um salário mínimo e meio per capita. O prazo para cumprimento da lei é quatro anos.

Aí eu pergunto: ao invés de conceder as bolsas nas universidades públicas, não era mais fácil, mais proveitoso e muito mais justo usar este valor nas escolas públicas que estão preparando os alunos? Com esse “projeto” podre, o governo não está metendo os pés pelas mãos e afundando mais ainda a qualidade de ensino brasileira? Vejam a posição do Brasil no ranking da educação mundial e concluam… pra quem ainda não sabe, as escolas estaduais não podem mais reprovar… tem aluno de 4ª série que ainda não sabe ler e escreve o próprio nome apenas se for copiado…

Oquê esperar de um país onde seus governantes preferem ganhar uma eleição ao invés de ter a consciência limpa?

#AcordaBrasil!

Gigantes da Internet mostrando pra que vieram… as votações para os projetos SOPA e PIPA foram suspensas por tempo indeterminado, porém, suspenso não quer dizer extinto… Considerando os excessos existentes nos projetos, será mesmo que os pais das criancinhas que fazem clipes em suas versões de músicas famosas serão presos por pirataria? Considerando que a proposta é americana, a resposta pode ser um belo e sonoro SIM!

Veja mais em SOPA e PIPA: votações suspensas – Information Week.

E comecem a buscar alternativas melhores…

20 de janeiro, deve ser lembrado como o dia em que os internautas venceram. O mundo inteiro fez diversas manifestações e protestos – desde ataques do Anonymous a sites do governo e órgãos relacionados à indústria do entretenimento, até empresas que deixaram seus sites fora do ar para mostrar-se contra o SOPA, ou Stop Online Piracy Act. Depois de tanto barulho, Lamar Smith, o principal apoiador do projeto de lei, abandonou a causa.

Segundo o site Mashable, o Senador retirou o projeto “até que haja um amplo acordo sobre uma solução”.  Ele ainda comentou que o roubo de propriedade intelectual americana não é diferente de roubar um produto em uma loja, continua sendo ilegal e a lei tem que ser reforçada em ambos os aspectos.

Porém, Smith admite que há a necessidade de rever a abordagem a ser tomada para resolver o problema que, segundo ele, é causado por “ladrões estrangeiros que roubam e vendem produtos e invenções americanas”.

De acordo com Smith, esse “roubo de propriedade intelectual americana” ocasiona um prejuízo de mais de US$100 bilhões (cerca de R$170 bi) anuais para a economia dos EUA, além de causar a diminuição de centenas de empregos no país.

Já a votação para o PIPA, ou Protect IP Act, foi adiada “devido aos recentes acontecimentos”, segundo o Senador Harry Reid. O irônico, aqui, é que esse anúncio aconteceu apenas 2 dias após Reid dizer que não voltaria atrás com o SOPA.

Porém, baixada a poeira das comemorações da vitória da internet, os internautas não podem soltar as rédeas. Para o Anonymous, “o SOPA pode estar morto agora, mas a motivação para a promulgação das leis ainda está viva. Não parem de lutar por uma internet livre. Diga não à censura”, concluíram.

LEIA O TEXTO, ASSISTA O VÍDEO E COMPARTILHE!!! TRATA-SE DE IMPORTANTES INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO AMERICANO DE IP PROTEGIDO, O PIPa ou SOPA…

Americano gosta de confusão e tem mania de perseguição (vish… rimei!!) portanto, no dia 24 de janeiro de 2012, terça-feira próxima pros íntimos, um projeto de lei que está sendo conhecido por SOPA e PIPA será votado. Este projeto dá direito às indústrias de entretenimento solicitarem intervenção DIRETA à qualquer site que veicule qualquer tipo de propriedade intelectual de terceiros.

Muita gente (inclusive eu) não deu a mínima ao projeto por se tratar de Leis Americanas, ou seja, os AMERICANOS que se ferrem… mas pensando em “internetês”, não é bem assim que a coisa funciona… como a internet não tem fronteiras, podemos considerar o mundo inter-relacionado, ou seja, esse projeto afetaria o mundo todo.

Hoje, sites que possuem muito conteúdo intelectual alheio, fizeram blackouts como forma de protesto… quem não se assustou ao acessar o “São Google” e encontrar uma tarja preta sobre o logo? Eu! Que só me dei conta que o negócio tava sério quando acessei o blog e simplesmente não o encontrei…

Assistam o vídeo abaixo que explica exatamente o que pode acontecer… não se trata de Teoria do Caos… é um projeto real que ENTRARÁ EM VOTAÇÃO DIA 24/01/2012.

 

Não se esqueça de compartilhar este post!!!

Disse o general De Gaule: “O Brasil não é um país sério”.

E nós, temos que ficar quietos, sem fazer nada!

“Que país é este que junta milhões numa marcha gay, outros milhões numa marcha evangélica, muitas centenas numa marcha a favor da maconha, mas que não se mobiliza contra a corrupção?” – (07/07/2011 Juan Arias, correspondente no Brasil do jornal espanhol El País).

Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata!

– Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage.

– Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda uma Região Militar ou uma grande fração do Exército.

– Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro do que ganha um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional.

– Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um “aspone” ou um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.

– O SUS paga a um médico, por uma cirurgia cardíaca com abertura de peito, a importância de R$ 70,00, equivalente ao que uma diarista cobra para fazer a faxina num apartamento de dois quartos.

Precisamos urgentemente de um choque de moralidade nos Três Poderes da União, Estados e Municípios, acabando com os oportunismos e cabides de emprego.

Os resultados não justificam o atual número de senadores, deputados federais, estaduais e vereadores.

Temos que dar um fim a esse “Curral Eleitoral”, que transformou o Brasil numa oligarquia sem escrúpulos, onde os negócios públicos são geridos pela “Brasiliense Cosa Nostra”.

O país do futuro jamais chegará a ele sem que haja responsabilidade social e com os gastos públicos… Já perdemos a capacidade de nos indignar, porém, o pior é aceitarmos essas coisas, como se tivesse que ser assim mesmo, ou que nada tem mais jeito. Vale a pena tentar.

Participe deste ato de REPULSA!

DIVULGUE ESTA MENSAGEM!! NÃO SEJA OMISSO!!!

FAÇA PELO MENOS ISSO!!!

O comentário de Rafinha Bastos sobre Wanessa no programa CQC está rendendo dores de cabeça para o comediante. Além do afastamento da atração e do processo por danos morais, Rafinha pode também pegar até três anos de prisão. O comediante comentou, ao vivo, que “comeria” Wanessa e seu bebê.

Uma ação criminal por injúria foi apresentada contra Rafinha em nome da cantora, de seu marido Marcus Buaiz e do filho do casal, e a pena varia entre seis meses e um ano de detenção – mas o tempo pode aumentar já que o comentário foi feito ao vivo em rede nacional.

A queixa-crime está nas mãos do advogado Manuel Alceu Afonso Ferreira, e não anula o processo por danos morais, que pode render uma multa alta para o comediante. Em entrevista ao Terra, Fernanda Padori, advogada-assistente, declarou que as duas ações foram pensadas em conjunto, apesar de a entrada do processo contra injúria só ter acontecido na última segunda-feira (17).

Na ação por danos morais, Wanessa  e seu marido pedem uma indenização de R$ 100 mil.

O Ministério Público de SP abriu inquérito por suposta apologia e incitação ao estupro.

Rafinha Bastos, disse não pensar nada sobre a investigação. “Faço o meu trabalho”, afirmou.

Em suas apresentações no Clube da Comédia e em uma entrevista à revista “Rolling Stone”, o humorista disse que a mulher vítima de estupro é feia e que quem cometeu o ato era merecedor de um abraço.

O caso será enviado à 3ª Delegacia Seccional de SP na segunda. Se for condenado, Rafinha Bastos pode pegar de três a seis meses de prisão por incitar estupro e pelo mesmo período por apologia ao crime.

BRASIL, um país onde os Humoristas são levados à sério…  os políticos continuam brincando e rindo da NOSSA cara… e a Wanessa? Vai ganhar uns trocados…