Arquivo da categoria ‘JAVA’

..: Instalando JAVA e NetBeans no Linux Mint/ Ubuntu:..

Publicado: 10 de novembro de 2011 em JAVA

Depois de trocar seu Sistema Operacional, vc ficou perdido em “como instalar meu NetBeans”?… segue dicas rápidas pra instalar desde o Java até o Netbeans no GNU/Linux:

Passo 1 – Instalar o JAVA:

Antes do NetBeans, deve-se instalar os pacotes JDK (para desenvolvimento e poder compilar/ executar as aplicações Java). Abra um terminal e digite:

sudo apt-get install sun-java6-jdk

Siga as orientações (é só aceitar o download e instalação) e pronto.

Passo 2 – Instalar o NetBeans IDE:

Baixe o pacote desejado do NetBeans IDE no site http://netbeans.org/downloads/ e após o download, no modo gráfico, abra a pasta onde salvou o arquivo (notará uma extensão .sh … no Linux praticamente não existe uma versão .exe pra ser executada com clique duplo – ao contrário do que vc está pensando, isso é ótimo pois evita grande parte das auto-execuções de vírus). Abriu a pasta? Ótimo… agora clique com o botão direito do mouse na janela e escolha a opção “Abrir em um Terminal”.

Quando abrir o terminal, digite:

chmod +x netbeans(pressione a tecla TAB pra completar o nome correto do arquivo) depois de completar, ENTER.

./netbeans(TAB aqui também… e depois o ENTER)

Agora, como no Windows, é só seguir os passos na telinha de instalação pra concluir e usar o seu NetBeans on Linux rsrs…

Dúvidas? Use o campo de comentários! 😉

Anúncios

..: Futuro do JAVA :..

Publicado: 27 de julho de 2011 em JAVA
Tags:, , ,

Oracle limita o futuro do JAVA no meio empresarial

A Oracle está restringindo o desenvolvimento do Java com o intuito de centrar a futura implementação da linguagem apenas em soluções de middleware.

“A Sun tinha objetivos muito abrangentes para o Java. Incluía o middleware mas estendia-se aos ambientes dos computadores pessoais e até aos dispositivos móveis e sistemas embarcados. O foco da Oracle é o middleware, por essa área ser a mais lucrativa”, diz o trabalho dos analistas da Forrester, Jeffrey Hammond e John Rymer.

Os mesmos alertam para o risco da linguagem de programação perder importância na comunidade mundial de programadores, à medida que seja considerada uma linguagem especializada para servidores Oracle e IBM.

Outro argumento para as afirmações dos analistas é a Oracle não pensar em resolver uma das mais importantes debilidades do Java: a complexidade. Esta poderá levar os programadores a considerarem outras alternativas para utilização interna ou em modelos de cloud computing como a plataforma .NET da Microsoft, ou o Ruby on Rails.

..: PHP ou Java? :..

Publicado: 16 de junho de 2011 em JAVA
Tags:, ,

Texto interessante de Lucio Camilo, extraído do site www.imasters.com.br, comparando as duas linguagens… Serve como base para nós, “recém-programadores” sabermos inclusive oquê podemos (e devemos) aperfeiçoar… Os comentários estão abertos!

….

Em outros artigos já deixei claro que não sou nenhum fascinado por  Java, pois não acho que ele seja a solução para todos os nossos problemas. Acredito na questão da abordagem correta para seu problema. Sabemos que, tradicionalmente, o Java é escolha para   desenvolvimento de grandes empresas, e o PHP é utilizado por pessoas que  desenvolvem seus próprios sites, ambos possuem suas exceções.

Apesar de trabalhar com desenvolvimento Java, participei  de alguns processos de desenvolvimentos utilizando php, mais especificamente o CodeIgniter como framework. Com isso, pude observar que o desenvolvimento é bem rápido e que  a linguagem é bem produtiva, mas achei bem parecido com o  desenvolvimento utilizando JSP com Servlets e Scriptlets. N   entrarei neste nível de detalhamento, pois o intuito deste artigo é auxiliar  na escolha de qual melhor solução dependendo de sua situação.

Tenho certeza absoluta que a maioria dos desenvolvedores Java possuem as seguintes opiniões sobre o PHP:

  • PHP é uma linguagem para “crianças”;
  • Muito simples;
  • Torna o código confuso e misturado;
  • Não possui uma boa ferramenta de desenvolvimento;
  • Não é utilizada por sites “sérios”;

Alguns podem ser até considerados vantagens, mas depende de qual lado é que está utilizando o argumento. Agora, se perguntarmos aos programadores PHP o que acham do Java, os argumentos serão mais ou menos assim:

  • Muito complexo;
  • Muito pesado;
  • Desenvolvimento lento e tedioso;
  • Difícil configuração nos servidores de Aplicação;
  • Hospedagem mais cara;

Qual a diferença entre estas linguagens?

Originalmente o PHP não suportava orientação a objetos e não possuía   uma ferramenta de desenvolvimento (IDE) tão consolidada no mercado. À   partir do PHP 5.3, seu suporte À OO (Orientação a Objetos) melhorou   muito e algumas IDEs surgiram para apoiar o desenvolvimento PHP. Do   outro lado, o Java sempre foi definido por sua natureza Orientada a   Objetos, e suas fantásticas IDEs, como Eclipse e Netbeans.

A maioria dos programadores acha o PHP fácil pois ele suporta tanto o  desenvolvimento procedural quanto o orientado a objetos e o   desenvolvimento procedural é muito mais fácil de se aprender (valendo um  ipad imaginário para quem me convencer do contrário!). Quem está   ingressando no mundo da programação na maioria das vezes tem   dificuldades para entender a orientação a objetos, e também a   arquitetura MVC, sendo assim, é muito mais fácil criar uma página que   faça uma consulta SQL em um banco de dados e apresente a informação com o  código todo junto, principalmente se estiver desenvolvendo sozinho.

Óbvio que dá para fazer a mesma coisa com Java, mas acontece que por ele  ter um príncipio diferente. Geralmente, estamos acostumados à fazer bom   uso da linguagem, principalmente pelo fato do Java ser utilizado em   ambiente corporativo, somos obrigados a utilizar os conceitos de um   desenvolvimento mais estruturado em camadas, reaproveitando o serviço e  obrigado que todos entendam o que está sendo feito. Deixo claro, mais  uma  vez, que pode ser feito bem errado no Java também, dependendo da  situação  e da forma que for utilizado.

No passado, a utilização de Java ou PHP seria tomada de   acordo com o tamanho da equipe de desenvolvimento. Se fosse   pequena, a escolha seria o PHP por se obter um desenvolvimento mais   rápido e programar da forma que achasse melhor. Se a equipe fosse grande  e exigisse um ambiente mais “colaborativo”, com padrões de   desenvolvimento, então o Java seria a melhor escolha.

Atualmente o PHP possui uma série de IDEs, inclusive plugins para desenvolvimento no Eclipse. E também suporta OO de forma tão eficaz quanto o Java.

A pergunta seria “por que não vemos muitas empresas utilizando o PHP   ainda?” Acredito que a resposta seja por conta do legado. A base   desenvolvida já é muito grande, o que torna inviável a migração para o   PHP, já que a maioria dos desenvolvedores destas empresas já possui um   conhecimento consolidado no desenvolvimento Java.

Outra questão importante, é que o Java é a linguagem de programação   vista nas faculdades. E isso é que torna a decisão tendenciosa, já que o futuro  desenvolvedor irá buscar aquilo que teve um conhecimento maior.

Mesmo que o PHP esteja em pé de igualdade com o   Java, levariam anos até que as corporações começassem a adotar a   linguagem, e até lá já teremos vários outros concorrentes.

Fonte: http://imasters.com.br/artigo/20702/php/php-ou-java-qual-a-melhor-escolha

Como estou estudando isso, vou ajudar quem tá começando também a configurar as variáveis de ambiente após a instalação do JDK ou NetBeans.

Primeira coisa a fazer é localizar e guardar os diretórios de dois arquivos que se encontram dentro da pasta do jdk que por sua vez está dentro da pasta Java. Então vá na pasta Java e depois na pasta do jdk, dentro da pasta do jdk de cara você já irá encontrar um dos arquivos que teremos que saber o diretório: src.rar
No meu caso o endereço desse arquivo é :

C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.6.0_25\src.zip

O seu pode ser diferente caso tenha instalado em outro local e/ou se sua versão do JDK for outra… fique atento à isso… copie e cole o diretório no Notepad ou em algum outro lugar pra ter fácil acesso porque iremos precisar.

O outro arquivo que devemos ir atrás do diretório também está dentro da pasta lib que por sua vez está dentro da pasta do JDK, o arquivo procurado agora é o tools.jar
No meu caso o endereço desse arquivo é:

C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.6.0_25\lib\tools.jar

Guarde novamente o diretório desse arquivo em algum lugar para copiar e colar facilmente porque iremos precisar.

Agora, pressione simultaneamente as teclas “Windows” + “Pause Break”

Do lado esquerdo, clique em “Configurações avançadas do sistema” e depois no botão “Variáveis de ambiente”. Em “Variáveis do sistema” você irá clicar em “Nova”.

O nome da variável você coloca: ClassPath (exatamente como está escrito aqui… sem espaços e com as letras C e P em maiúsculo).
Em valor da variável você coloca os endereços guardados anteriormente de modo que fique exatamente dessa maneira:

;C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.6.0_25\src.zip;C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.6.0_25\lib\tools.jar;.

ATENÇÃO: coloque do jeito que está acima, com os “;” e com o ponto final, o que pode mudar, como já foi dito anteriormente, são os endereços onde estão localizados os arquivos src.zip e tools.jar dependendo de onde você instalou e da sua versão do JDK.

Depois de fazer isso clique em Ok.

Agora vamos configurar a variável Path que está em Variáveis do sistema também…

Selecione a variável Path e clique em Editar. No Valor da Variável, ACRESCENTE no final da linha (nada de apagar valores) o seu endereço do JDK, no meu caso ficaria assim:

;C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.6.0_25\bin

ATENÇÃO: Repito: O que pode mudar é o endereço do JDK, o “;” é necessário e o “bin” depois do endereço também! Depois de feito isso clique em Ok e depois em Ok de novo para sair das Variáveis de ambiente e Ok para sair das Propriedades do sistema.

Agora, inicie o prompt de comando (cmd) e faça o teste: digite c:\java -version… se o sistema mostrar a versão de seu JDK, é sinal que você fez tudo da forma correta… se der qualquer outro erro, revise os passos acima com bastante atenção.

Qualquer dúvidas, é só postar comentários 😉